Mídia e marketing

O setor dos mídias no Brasil, TV, jornais, revistas, comunicação digital. Marketing tradicional e marketing digital

Desde de 2012 que a mídia brasileira é considerada o segundo setor mais confiável do país, perdendo apenas para o setor empresarial. O Brasil é um dos poucos países que possuem liberdade de expressão em todos os seus meios: internet, televisão, rádio, jornais, revistas, propagandas impressas e digitais e muito mais.

Com o advento da tecnologia, muitas pessoas acharam que a mídia impressa no país pudesse desaparecer, mas a mesma driblou os obstáculos e passou a investir em mídia digital na mesma proporção dos periódicos e das propagandas, fazendo com que um complementasse o outro. Assim, confirmando a previsão de Marshall McLuhan, o famoso estudioso dos meios de comunicação de massa.

O Brasil tem dois setores de televisão: a TV paga e a aberta. Isso com certeza é um diferencial, pois muitos países não oferecem programação gratuita. Mesmo com a TV aberta, o país registrou no último ano um aumento de quase 16% de novos assinantes de TV a cabo. Para encarar a internet como uma aliada e não uma concorrente, as estações de rádios também aderiram à transmissão de sua programação via streaming em aplicativos e sites, bem como passaram a substituir as cartas para sorteios diversos, por participações nas redes sociais da emissora.

O setor publicitário tem contribuído com milhões de reais na economia nacional. A facilidade para mensurar o número exato de pessoas atingidas por um anúncio e ainda poder oferecer algo de acordo com as preferências dos sites visitados, tornou a propaganda online muito mais eficaz do um anúncio em revistas ou rádios. Esse é um ramo em início de exploração, mas que já tem rendido bons resultados aos exploradores.

Últimos artigos publicados

[catlist id=4 numberposts=5 pagination=no]
Arquivo